quinta-feira, 23 de outubro de 2008

3 tipos de Gente...


Agrado sempre é bom demais!
Upload feito originalmente por Teka e Fabi
Tem 3 tipos de gente nessa vida... tem gente que sabe exatamente o que fazer, tem gente que passa a vida tentando aprender e tem gente que não se importa.
Eu sou o segundo tipo, o que vai passar a vida tentando... e errando, claro, ou não seria eu!
Isso, podem me chamar de melodramática, de psicótica... eu tenho uma teoria da conspiração a respeito de mim mesma que nem vale a pena citar. Tem gente que me acha maluca sem que eu conte minha teoria, imagina se eu sair espalhando por aí... rs
Bom, mas é isso... numa conversa com meu filho, que também tá na categoria aprendendo (embora eu ache que ele tá mais no caminho certo que eu) ele disse que por ter dado errado um trabalho ele não queria ir pra escola... eu fiquei analisando essa informação antes de responder e pensei com meus botões que sim, muitas vezes é melhor fugir, abandonar o barco, dar um tempo... mas resolve? Não, só magoa os outros.
Então, como mãe consciente eu dei algumas dicas pra ele encontrar a solução sozinho e claro, levei pra escola.
Mas confesso, que tem dia que dá vontade de sair gritando pela rua, puxando os cabelos da cabeça e sumir! Não atender telefone, não responder email, não falar bom dia pra ninguém, enfim... em mes de Halloween dar uma de fantasma e evaporar!
Mas turrona e birrenta como sou eu fico, tomo porrada, peço desculpa, aprendo com as pessoas, me arrependo, piso na bola e FICO!
Ui, desabafar é sempre bom... eu queria que meu post fosse tão lindo como foi o do blog da sinhana http://www.anasinhana.com quem quiser ficar leve tem que ler!
Bye people... eu volto, juro! kkkkkkkkkkkkkk

8 comentários:

Pedaço de Amor disse...

FAbi, desabafar faz bem, errar e aprender também. Aliás acho que com todo mundo é assim, mas nem todo mundo expõe, né?
Fica bem! E tô por aqui, sempre! Vc sabe!
bjss

Mini Ateliê Teka e Fabi disse...

Obrigada Elô. A maioria das pessoas não lida bem com isso, não sabe mesmo o que fazer e nem admite... quando a gente cresce fica meio hipócrita kkkkkkkkk.
Beijo!

Céres disse...

e eu sou o terceiro tipo - nem aí. digo sempre que sou meio desligada do mundo ... kkkkkkk. cada um tem uma forma de encarar o cotidiano, mas no fundo somos muito parecidos, somente nos expressamos de modo diferente.
gosto do teu jeito! uma mulher-menina. :)
bjs

Mini Ateliê Teka e Fabi disse...

É verdade Ceres, meu marido é esse tipo também, acho que ele sofre menos! Também gosto muito de vc! Beijo

ana sinhana disse...

Fabi, lembra aquela história dos maridos, de que as mulheres teriam vindo sem um AQUELE botãozinho (acho que só a Ceres tem...)?
Pois é... mas a gente veio com o botão que chora, se descabela, confessa que errou, pede perdão, tenta de novo...
Eu me coloco na segunda categoria junto com vc... e tenho o maior orgulho disso!
Beijo enorme!

Mini Ateliê Teka e Fabi disse...

Sei sim, o botãozinho F... rs

Lu Gastal disse...

hoje mais cedo pensei algo parecido com isso. até comentei, às vezes tenho vontade de bater a porta, pegar um vôo e passar 3 dias com minha mãe. falando bobagens e tomando chimarrão. como se nada mais houvesse ao redor.
mas eu também tento, fabi... e adorei o texto de hoje! beijo

Mini Ateliê Teka e Fabi disse...

Lu, tem hora que só colo de mãe resolve né?
Mas logo passa, que a gente é boa de sacudir a poeira!