sexta-feira, 6 de março de 2009

Coisas da Vida...

Perdi uma amiga muito querida... minha mãe, a melhor amiga que eu já tive na vida.
Esse não é exatamente um assunto agradável para tratar num blog sobre amenidades, mas eu não podia deixar passar em branco já que ela sempre fez parte da minha vida de maneira muito ativa. Eu praticamente carrego ela comigo full time, somos a TekaeFabi, donas do ateliê, mãe e filha, donas do blog, donas do nosso pedaço e embora ela tenha virado estrelinha, pra mim ela vai continuar sempre dona de uma boa fatia do meu coração.
Não existia pessoa melhor que ela nesse mundo e não digo isso só porque ela se foi, mas porque eu a conheci sob todos os aspectos e não consigo me lembrar de nada negativo, boa de coração até o ultimo fio de cabelo, incapaz de dizer não, incapaz de desejar o mal ou de dizer uma palavra que magoasse alguém... totalmente capaz de se doar à família de corpo e alma, pra ela tudo estava bom, tudo era legal, tudo ela topava, a melhor companheira de viagem, de passeios ao shopping, de idas ao cinema... compartilhávamos amor pela costura, pelos meus filhos, pela vida, pelos livros, pelas coisas de mulherzinha.
Desde criança eu era sua companheira inseparável, ela ia ao banheiro e eu ficava esperando na porta. Durante as longas noites em que ela passava costurando eu ficava fazendo companhia e pra matar o tempo procurava alfinetes perdidos nos vãos do assoalho com ajuda de um ímã. Quando eu decidi sair de casa para estudar fora ela me deu apoio, me ajudou a arrumar as malas embora estivesse com o coração apertado. Quando eu me casei ela ficou mais nervosa que eu.
Quando eu tive meus filhos ela estava lá, me olhando, muito preocupada comigo enquanto todas as outras pessoas queriam saber do bebê.
Num momento muito difícil da minha vida, em que a saúde do meu filho era uma coisa preocupante ela chorou comigo, torceu comigo e depois vibrou comigo, sem nunca arredar o pé do meu lado, nem pra ir cuidar da vida dela.
Ela nunca me questionou, nunca duvidou de mim, nunca me magoou, nunca me destratou, nunca me humilhou, sempre me disse coisas agradáveis e embora não fosse muito de dar carinhos explícitos, beijos e abraços estava sempre ao meu lado com uma palavra de conforto.
Juntas viajamos para o exterior, para o interior, juntas choramos, juntas nos apaixonamos, juntas rimos... rimos muito, juntas fofocamos, juntas brincamos de boneca, na minha infância e depois na minha maturidade.
Ela me apoiou quando resolvi morar sozinha, quando resolvi cortar o meu cabelo de todas as formas possíveis, quando escolhi minha faculdade, quando fiz tatuagem, quando fiz besteira!
Ela vai estar sempre por aqui, por tudo isso que eu contei pra vcs e também pelo nosso maravilhoso passado juntas, isso ninguém leva da gente, nem o tempo!

17 comentários:

Ludmila disse...

Linda homenagem!
Adorei seu texto.

Beijos, querida!

Beti Copetti disse...

Texto lindo e emocionante. É o que acontece quando falamos com o coração!
bj, Fabi!!

Anônimo disse...

minha amiga

vendo seu desabafo no blog me identifiquei com você. por 53 anos tive minha mãe a meu lado. quandoi a perdi não tive a dimensão da perda. com o passar do tempo a sua imagem sempre esta comigo. a falta de seu carinho, zelo e companheirismo tem feito parte de minha vida. não há um dia, uma hora que não pense nela com saudades... doi muito a falta dela.dessa forma entendo vc. só dei o devido valor quando a perdi...

Marcia Lucia disse...

Fabi...

Ih... Sei que todo dia fico olhando estrelinhas e sempre lembro da Teka. Ela era tão fofa.

Se eu tivesse que desenhar uma estrela Teka, pensei nisso agora, faria uma estrela embrulhada num cachecol, como uma foto que tenho dela.

Bjo

Anônimo disse...

chorei de emoção lendo seu texto
vc é uma pessoa feliz e privilegiada por ter vivido ao lado desta mulher, guarde todos os bons momentos que vc a teve a seu lado, a saudade será grande, enorme, e qto mais o tempo passar, esta saudade só aumentará, mas lembre-se tb que ela ficará muito triste com sua tristeza, viva o seu luto, chore, pois será impossível não chorar, ás vezes vc sonhará com ela, e acordará feliz por ter podido estar ao seu lado ainda que em sonho, eu tb perdi minha mãe em abril de 2003 e até hoje é muito grande a saudade, nas horas em que vc sentir muito a falta dela, viva todos os momentos bons que vc viveu ao seu lado e isto com certeza vai confortá-la
beijos querida
e fique con Deus
nini
www.flickr.com/photos/retalhinhosdanini

ana sinhana disse...

Lindo isso, Fabi... tanto a homenagem à estrelinha Teka quanto sua coragem de falar assim, tão de coração!
Mas, de vc, querida, só poderia esperar isso mesmo. Vc é puro sentimento, amiga!
E é por isso que te amamos tanto.

Pedaço de Amor disse...

Rss...me lembro dela com o cachecol que eu emprestei pra ela. É dificil olhar pra ele sem lembrar. E não é agora que ela se foi. Sempre que eu uso ele é assim. E sempre será!
E vc é uma filha querida, uma pessoa que merece ser feliz.
Lembro do tempo que eu falava que ja tinha te conhecido antes...tempos antes, lembra? Talvez nossos arranca rabos tenham sido pra gente se reaproximar! hehe

Conte comigo, vc sabe disso.
bjs
Elô

adri delphino disse...

Muito linda a homenagem Fabi! Um texto muito sereno, doce e sincero que mostra como sua mãe e você são pessoas tão parecidas e especiais.
Beijos!

Kerima disse...

"Zami"... vc me fez chorar de novo! Mas agora de uma mistura de emoção e de tristeza por saber que essa pessoa maravilhosa em alguns momentos também fez parte da minha vida e que realmente temos muitos momentos bons para relembrar.
Força! E lembre daquela música linda "Drão, não pense na separação, não despedace o coração, o verdadeiro amor é grão...tem que morrer pra germinar!"
E por aí vai

Mini Ateliê Teka e Fabi disse...

Obrigada amigas.
Eu acho que ela merece todo tipo de homenagem que eu puder fazer.
É um jeito de dizer obrigada pela pessoa maravilhosa que ela foi e que fez parte da minha vida e vai continuar sendo, nas lembranças doces que vou guardar sempre dos momentos que passei ao lado dela e que foram muitos!

luciane disse...

A tristeza da perda é insuperável, mas ela sempre trará a alegria da memória, que faz presente quem já se foi.
Beijos

Anônimo disse...

Zamiga,
Acabei de ter um choque, desculpe estar ausente naquele momento, mas saiba que pode contar comigo sempre.
A sua mamãe era tão doce, alegre as lembranças que tenho dela são as melhores, a comidinha dela era uma beleza, os conselhos dela era sempre na hora certa com as palavras certas.
Zami continue a sua trajetoria não pare ela não está fisicamente ao seu lado mas estará sempre com você te ajudando em seu pensamento, nas suas criações e olhando por você e pelos seus irmãos sempre.
A sua homenagem realmente e linda e merecida porque a Tia como eu a chamava era e sempre será especial.

Michelly Freire

Ana Cris...Ü - Dondoca´s disse...

Oi, Fabi...sabe que mora no meu ♥, não sabe?
Sofri muito qd soube que a Dona Teka fofa se foi...minha mãe se foi qd eu tinha 17 anos e foi uma perda de uma dor sem igual...
Rezei bastante por você, sua família...e pra Dona Teka tb...aonde ela está brilha como estrela, iluminando a vida de todos...
Beijos dindinha...Ü

Angela Barbosa disse...

Fabicana,querida, eu que conheci profundamente sua mãe, convivi importantes anos de minha vida com ela, com você ainda criança, sei que suas palavras, tão profundas, lá do fundo, são a mais pura verdade.
Sua mãe, Tereza, minha amiga de todas horas, com quem eu pouco convivi nos últimos anos, era realmente uma grande,doce e generosa mulher.
Jamais vou esquecê-la.
Um grande beijo, sua tia Ângela

Mini Ateliê Teka e Fabi disse...

AnaCris, obrigada pelas palavras.

Tia Angela, ela é inesquecível mesmo. Um beijo grande!

edy disse...

Fabi,lindo seu depoimento... gostaria de ser lembrada assim por minha filha um dia........Bjs!
Edcléa Corrêa Perilo
(Edy)quawa

Aquela que só inventa! disse...

Obrigada Edy!